Menu
Costa quer Bancos a pagar dívidas da banca

Costa quer Bancos a pagar dívidas d…

A Caixa Geral de Depósito...

Dívida dos hospitais aumenta

Dívida dos hospitais aumenta

Pagamentos em atraso atin...

Nova penhora a mansão de luxo de Pinto da Costa

Nova penhora a mansão de luxo de Pi…

Casa é atualmente ocupada...

Dívida 30 milhões das prisões:  Ministra sem “nenhuma evidência de fome nas prisões"

Dívida 30 milhões das prisões: Min…

A ministra da Justiça gar...

O outro lado do plano PERES

O outro lado do plano PERES

A decisão de adesão [ao P...

Contribuintes detectam falhas no plano de pagamento de dívidas fiscais

Contribuintes detectam falhas no pl…

Sindicato diz que as “inc...

Avisos do fisco podem usar ‘perdão fiscal’

Avisos do fisco podem usar ‘perdão …

Empresas analisam impacto...

Fisco acelera notificações de cobrança de dívidas fiscais de 2012

Fisco acelera notificações de cobra…

A Autoridade Tributária e...

A dívida da Câmara de Lisboa foi paga pelo Governo?

A dívida da Câmara de Lisboa foi pa…

Segundo Passos, Costa só ...

“Perdões” fiscais deram 3000 milhões ao Estado em 12 anos

“Perdões” fiscais deram 3000 milhõe…

São a “derradeira oportun...

Prev Next

On Screen Feedburner Popup by Infofru

Receive all updates via Feedburner. Just subscribe below.

Subscribe to Receive Free Email Updates:

Author Site:Reviewresults

Close

Tribunal declara falência de Vale e Azevedo

involvência Vale e Azevedo involvência Vale e Azevedo

 

 

 

O Tribunal do Comércio de Sintra declarou oficialmente a falência do ex-presidente do Benfica. Os seus bens estão agora a ser identificados e os credores vão tentar recuperar ainda alguma parte das elevadas dívidas.

 

O Tribunal do Comércio da comarca da Grande Lisboa Noroeste declarou no final de Dezembro a insolvência de João Vale e Azevedo. Segundo adiantam hoje o Correio da Manhã e o Diário de Notícias, o tribunal mandou proceder ao levantamento dos bens do ex-presidente do Benfica e mesmo aqueles que se encontram já penhorados, no âmbito de processos de execução fiscal serão agora canalizados para os autos do processo de insolvência.

Está agora a decorrer o prazo para os credores se apresentarem ao tribunal e reclamarem os seus crédito. Este processo refere-se a dívidas em Portugal, mas está a ser tramitado em articulação com um outro processo idêntico que corre já no Reino Unido e no âmbito do qual Vale e Azevedo havia já sito também declarado falido.

Em Portugal, os credores de valores mais elevados são o empresário Pedro Dantas da Cunha - cuja família reclama cerca de 40 milhões de euros - e o Benfica que reclama um milhão de euros.

O ex-advogado foi declarado falido por um tribunal de Londres e o mesmo aconteceu na semana passada à AV&A Capital, empresa cotrolada por Vale e Azevedo, que não conseguiu saldar dívidas da ordem dos quatro milhões de euros. Neste último caso, entre os credores contam-se o barão Hans-Georg von Doernberg, o português Armindo Nogueira e o dirigente angolano da Unita Isaías Samakuva, como refere o Diário de Notícias.

 

 

 

Deixe comentário

Confirme que introduziu (*) informação requerida cfr assinalado. Código HTML code não é permitido.


Anti-spam: complete the taskJoomla CAPTCHA
Regressar ao topo